Pedaços porteños

Ser argentina é algo que tenho muito orgulho. Apesar de estar longe da minha terra natal há um bom tempo, venho tentando da melhor forma possível manter alguma de suas tradições vivas em mim.

  1. Música: Adoro tango. Não todos, mas o som do Bandoneon rege o fluxo do meu sangue. Bolero é uma paixão que mexe com minha alma e confesso que é o único gênero musical que consigo cantar bem….rs
  2. Idioma: Castellano, e não espanhol, como todos dizem. Apesar de meu castellano estar + p portuñol, minhas cordas vocais e o idioma ainda são grandes amigos… Quando hablo español, sinto que um pedaço de mim ainda está em Buenos Aires, e um pedaço de Buenos Aires está aqui comigo.
  3. Vinho: Hummmmmm…. Bom, posso dizer q, depois do leite materno, foi a 1a bebida que minhas papilas gustativas conheceram. E ainda arrisco afirmar q o DNA das uvas se fundiu ao meu, pq já são 36 anos de degustações e presença garantida desse líquido em minhas taças…
  4. Carne: Bom, antes dessa onda de vampiro virar moda, eu já existia, e comigo tb havia o desejo insaciável por sangue. Sim, pq p mim carne boa é carne crua, ou no máximo com uma estadia de 2 minutos numa chapa. O sangue escorrendo da carne suculenta desperta em mim um apetite voraz bem no estilo Conde Vlad… Ainda mais acompanhada de Chimi Churry, nosso….digamos…vinagrete. Mas muito + interessante e apetitoso!
  5. Dulce de leche: Há controvérsias sobre quem foi o pioneiro no doce de leite, mas isso deixo p um outro post. Meu lado argentino fala + alto, pq aqui em Minas esse doce não me causa nenhuma atração, mas na Argentina ele se torna minha tentação, principalmente quando servido em uma media luna com manteiga… Sim, é uma delícia!!
  6. Empanadas: São os “pastéis” argentinos, com uma diferença: a farinha de lá é mais fina e pura, o que permite uma massa mais macia. E o recheio…. genuína carne dos pampas, com temperos estilo Aji Molido q dão um toque típico porteño…
  7. Futebol: Bom, vamos dizer q….é a única hora q não tenho amigos aqui no Brasil….rsrsrs

Enfim, entre essas e otras cositas, meu lado argentino vem sendo renovado a cada música, a cada gole de vinho, a cada degustação da culinária de lá. São pedaços porteños de mim q resgato todos os dias, e q nem adianta tentar deixá-los de lado; estão no meu sangue!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s